SOESP se manifesta contra proposta de privatizar previdência municipal

O Sindicato dos Odontologistas do Estado de São Paulo, representado pela Diretora Sindical, Dra. Denise Gonçalves Borges tem participado das reuniões e audiências em representação da categoria, manifestando-se contrário ao Projeto de Lei (PL) 621/2016, encaminhado pelo prefeito João Dória, que institui o regime de previdência complementar para os servidores públicos da cidade, fixando o limite máximo para a concessão de aposentadorias e pensões pelo Regime Próprio de Previdência Social do Município de São Paulo (RPPS) e autoriza a criação da Entidade Fechada de Previdência Complementar do Município de São Paulo (SAMPREV).

Devemos nos unir em defesa do IPREM público, democrático, garantidor de nossos futuros e da carreira pública fundamental em manter o Estado Democrático, prestador de serviços de excelência para o povo paulistano.

Para aplicarem a política de diminuição do Estado e dos serviços essenciais à população, casada com o violento processo de terceirização, o governo de João Dória e parte da grande imprensa atacam sistematicamente os funcionários públicos, detentores de direitos trabalhistas e forte representação política. Tentam transformar os trabalhadores públicos em empecilhos para um mundo globalizado e moderno capaz de competir mundialmente.

Estamos em contato com os vereadores, pedindo que os mesmos, votem contra o PL. Solicitamos aos cirurgiões-dentistas que façam o mesmo, procurando seus vereadores.